Temática:

#AdaptaçãoPessoal (1) #Anima (2) #Animus (2) #Arquétipos (2) #Arte (1) #Ascendente (2) #AstrologiaArquetípica (49) #AstrologiaClinica (23) #AstrologiaComportamento (6) #AstrologiaHindu (5) #AstrologiaMundial (9) #Autoafirmação (1) #Autoconhecimento (23) #Beleza (1) #CamposMorfogênicos (1) #Carma (1) #Ciência (7) #Coletivo (1) #ConflitosÍntimos (1) #ConvívioGrupal (1) #Criança (1) #Criatividade (1) #Cristianismo (5) #Cursos (1) #Demarcação (1) #Destino (2) #Devoção (1) #DiagnósticoDePersonalidade (8) #Disciplina (2) #Ego (1) #Entrevistas (4) #Espiritualidade (3) #Estratégia (1) #Eventos (1) #Experimento (1) #Extroversão (1) #Fé (6) #Filho (1) #Filosofia (8) #FilosofiaDaAstrologia (7) #Genialidade (1) #HarmoniaPessoal (1) #Homoafetividade (1) #Identidade (1) #Individuação (1) #Inovação (2) #Inteligência (2) #Interpretação (1) #Introversão (1) #Intuição (2) #Jung (4) #Livre-arbítrio (1) #Magia (1) #Mapa infantil (1) #MenteECorpo (1) #Mitologia (7) #Paciência (1) #Paranormalidade (2) #Pensamento (2) #Pensamento Complexo (1) #Planejamento (1) #Poesia (1) #Preconceito (3) #Profissão (3) #Psicologia (5) #PsicologiaTranspessoal (3) #Psicoterapia (7) #PsiqueColetiva (4) #ReformaÍntima (1) #RelacionamentoPessoal (5) #Religião (5) #Resiliência (1) #Romantismo (1) #Sadismo (2) #Semiótica (4) #Sensação (1) #Sentimento (1) #Sex-appeal (1) #Sexismo (1) #Sexualidade (1) #Sinastria (2) #Solidão (1) #Superego (2) #TécnicaAstrológica (11) #Teologia (3) #TiposHumanos (1) #VidasPassadas (2) #Yang (1) #Yin (1)

29 de set. de 2013

“Ego”, o que nos faz humanos, mas pode nos envaidecer


É comum ouvirmos “ego” como aquilo que na pessoa é cheio de si, vaidoso e até mesmo arrogante: “metido a besta”.

 
Para a Psicologia “ego” é outra coisa.
Ego é o núcleo organizador do psiquismo, em cada um de nós, aquilo que nos permite ter e manifestar uma identidade, em meio aos estímulos e dados que vêm de fora (meio ambiente) e de dentro (sentimentos, sensações, pensamentos e intuições).
Sem ego literalmente enlouqueceríamos, pois não teríamos como ordenar todo o nosso mundo interno e menos ainda lidar de modo consistente com a vida (esta consistência é o que dá à pessoa o seu “jeitão de ser”, relativamente constante no passar do tempo, que nos permite ver sua identidade em meio a tantas outras).
No conjunto de símbolos da Astrologia Arquetípica, o Sol é o que representa mais perfeitamente o ego, razão pela qual cada Signo tem uma forma muito peculiar de se elaborar: uns, mais generalistas (Gêmeos), outros, mais minuciosos (Virgem), terceiros, mais arrojados (Áries) e quartos, por fim, tudo isto sendo exemplos ligeiros, mais conciliadores (Libra).
O importante é que cada pessoa, no decorrer da vida inteira, desde os primeiros instantes de elaboração de seu ego, iniciada nos primeiros meses de vida, consiga enriquecê-lo com cada vez mais conteúdo (interno e externo), tornando-se uma pessoa mais “rica” a seu próprio jeito e, nem por isso, “virando pavão”.
Aliás, em geral, ego “inflado”, salvo se passageiro por uma genuína conquista, é sinal de doloridas dúvidas (não admitidas) sobre o próprio valor, o que a Carta natal também pode indicar.


2 comentários:

  1. Estou achando muito interessante e instrutivo este blog, pois concilia muito bem as análises psicológica e astrológica, mostrando-nos a relação íntima entre ambos conhecimentos. Muito bom! Parabéns, Luiz Carlos!

    ResponderExcluir
  2. Grato. Havendo interesse por um aspecto específico, dentro da proposta do blog, encaminhe e tentarei caminhar junto com você.

    ResponderExcluir

Translate